terça-feira, 25 de agosto de 2015

poema bosta sobre alguém que tá bem nem aí

Queria ser o seu porto
Queria ter o seu corpo
Seguro
Apenas este segundo
Para deixar de ser moribundo
Muro
Para escrever sempre
Para ter algo quem
Boca
Dentes ou lábios
Todos calados
Mudo
De vida por você
Para mais uma vez poder ter
Alguém 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Postagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...